PESQUISA

Projetos de Pesquisa, em andamento, desenvolvidos na Universidade Feevale,
Novo Hamburgo, RS.

 

GRUPO DE PESQUISA
Grupo de Pesquisa em Linguagens e Manifestações Culturais

LINHA DE PESQUISA
Linguagens estéticas: processos e produção

EMENTA LINHA DE PESQUISA
Investiga as múltiplas configurações das manifestações poéticas e de suas inter-relações com o sistema das artes e os processos da cultura, desenvolvendo pesquisas teórico-críticas relativas à literatura, às artes, ao cinema. Ela destaca os processos da leitura verbal e visual e a criação de textos, dando ênfase ao hibridismo de discursos e de linguagens e estimulando o uso de recursos tecnológicos, com o intuito de transferir metodologias inovadoras para o contexto escolar.

Pesquisa I – 2010/2012

Procedimentos de contato: desdobramentos da imagem digital na arte e na cultura da atualidade investiga a intersecção entre os procedimentos de contato empregados em técnicas tradicionais de reprodução da imagem – como a gravura e a fotografia de base química- e os suportes para imagem digital (fotografia e vídeo). Focaliza-se as implicações conceituais geradas pelo emprego da imagem digital nos processos artísticos contemporâneos e as conseqüências dessa mudança no estatuto da imagem fotográfica.

 

Pesquisa II – 2011/2013

Imagem e Texto: inscrições e grafias em produções poéticas investiga a inter-relação entre imagem e palavra em produções poéticas, para verificar de que modo ambos os códigos se articulam, produzindo significados. A inserção da escrita em imagens visuais envolve conceitos de tempo e espaço, que ora se aproximam, ora se diferenciam nos entrecruzamentos da linguagem visual. Esta pesquisa consiste em estudos teóricos e na produção poética em atelier, a fim de analisar o modo como o código verbal e os elementos visuais se articulam, o que envolve concepções espaciais e temporais. Estudam-se, assim, as origens teóricas e conceituais da imagem e da escrita que foram discutidas ao longo da história da arte, buscando ampliar a compreensão das interfaces articuladas nos interstícios da imagem e da palavra na produção artística contemporânea.

 

Pesquisa concluída – 2007/2010

Marcas e sinais: meios de reprodução gráficainvestiga hibridismos da arte contemporânea por meio de processos criativos e procedimentos plásticos que exploram marcas e sinais gráficos em monotipias, como recurso para criar imagens. Articula os meios da gravura convencional com novas possibilidades de inter-relacão dos processos de criação artística, juntamente com a exploração de meios diretos de reprodução de imagens. Esse projeto tem o intuito de sistematizar e documentar esses processos e procedimentos artísticos e evidenciar sua fundamentação artística e teórica. O enfoque nos meios artísticos de criação de imagens com monotipias contribui significativamente para a área da gravura, cujo assunto tem atraído artistas contemporâneos e professores que atuam na educação básica, havendo poucas referências bibliográficas sobre o assunto no Brasil. Os referenciais artísticos embasam-se nas produções estéticas de vários artistas contemporâneos que trabalham com as questões híbridas da arte e na fundamentação teórica da história da arte. A metodologia fundamenta-se em questões da pesquisa em arte e sobre arte, na qual não existem critérios rígidos e fechados, pois o pesquisador produz o seu objeto de estudo durante o processo de criação, produzindo questões que serão investigadas pelo viés da teoria. Para essa pesquisa são estabelecidas orientações norteadoras dos meios a serem explorados por um grupo de estudantes de arte, do curso de graduação de Artes Visuais, Ensino da Arte na Diversidade e Arteterapia, da Feevale, convidados pelo pesquisador. A participação no projeto de pesquisa propiciará a esses alunos o desdobramento dos conceitos operatórios de criação, gravação, reprodução e impressão, processos pertinentes à investigação plástica, por meio da correlação entre prática e teoria, ao mesmo tempo em que lhes oportunizará a afirmação de sua identidade cultural e o estabelecimento da relação entre arte e contexto para compreender que os valores estéticos são interculturais.